EDP Renováveis Prolonga o Prazo com Vestas

A EDP Renováveis aceitou prolongar o prazo do contrato de entrega dos aerogeradores da Dinamarquesa Vestas para 2015, nos termos do acordo celebrado em Abril de 2010, para o fornecimento de turbinas com uma capacidade total de   1.500 megawatts (MW).

O contrato com a Dinamarquesa Vestas chegou a gerar alguma polémica, uma vez que o governo Português na altura liderado por José Sócrates, não aceitou bem um negócio desta dimensão com um fabricante estrangeiro sem contra-partidas para a indústria nacional. É de salientar que nessa altura, já estavam em marcha os “clusters”  eólicos dos consórcios Ventinveste, e Eneop este último envolvendo também a própria EDP.

Este mega-contrato, um dos maiores negócios de sempre da indústria eólica global, previa a encomenda de 1.500 MW de capacidade eólica por parte da EDP Renováveis, para fornecimento e instalação em 2011 e 20012. O contrato contemplava ainda uma outra opção para 600MW, que deveria ser exercida em 2010 e 2011. Os serviços de manutenção durante dois anos também estavam incluídos e podiam ser prolongáveis por cinco ou dez anos.

Em Abril de 2010, segundo informações divulgadas pela EDP, o contrato com a Vestas contemplava “flexibilidade de entrega na América do Norte, América do Sul e Europa”.


O anfitrião do Microgeração de Energia. Alguém interessado nas Energias Renováveis e na sustentabilidade energética.

Ainda sem comentários.

Deixe um comentário