Projeto Chinês em Portugal em Discussão

caoe edpCao Guangjing, presidente da China Three Gorges (CTG), afirmou que a possibilidade da Goldwind, sua subsidiária, construir uma fábrica de turbinas eólicas em Portugal, se encontra em discussão, não estando portanto, o assunto encerrado. No entanto, salienta que não foi assumido qualquer  compromisso para a sua construção.

Em Dezembro de 2011, a CTG ganhou um concurso internacional para a privatização da EDP, pagando 2.700 milhões de euros pela participação de 21, 35%  que o Estado detinha. Aquando desta privatização, criaram-se expectativas de investimento chinês em Portugal, em particular a construção de uma fábrica de turbinas eólicas.

No entanto, foi anunciado pelo Jornal de Negócios que “atendendo ao excesso de capacidade de fabrico de turbinas existente na Europa” a construção da unidade industrial de aerogeradores em Portugal, já não faz parte dos planos da CTG.

Após esta noticia, fonte oficial do gabinete do ministro português do Ambiente, Ordenamento do Território  Energia, disse à Lusa que foi solicitado à China Three Gorges, um ponto de situação relativo aos seus  investimentos  em Portugal.

Questionado em pequim, João marques da Cruz, um administrador da EDP, disse não comentar qualquer decisão do governo Português, mas realçou a excelente relação que a eléctrica portuguesa tem, com a CTG.

Quanto ao projeto, da fabrica de turbinas eólicas, Marques da Cruz referiu que o acordo alcançado “foi um compromisso em função das necessidades do mercado e não de se construir, independentemente de haver ou não mercado.”


O anfitrião do Microgeração de Energia. Alguém interessado nas Energias Renováveis e na sustentabilidade energética.

Ainda sem comentários.

Deixe um comentário