Postes de iluminação inteligentes

polightJosé Carlos Pereira e no âmbito da frequência do Mestrado em Inovação e Empreendedorismo Tecnológico (MIETE) da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) teve a ideia de reformular por completo os actuais postes de iluminação e de electricidade.  Mais leves, mais resistentes, recicláveis e imunes à electrocussão, os postes do Engenheiro electrotécnico e Quadro Superior da EDP Distribuição, que entretanto criou uma empresa para implementar a sua ideia,  foram galardoados com o Prémio BES Inovação na categoria Processo Industrial.

Nas palavras do autor da invenção, esta tecnologia irá ganhar terreno e aos poucos, estes novos postes substituirão por completo os tradicionais, até porque são economicamente mais competitivos e ecológicos.

Polight é o nome do projecto, cujo Plano de Negócios e Inovação valer um prémio de 60 mil euros.

Na base do projecto está a utilização do material compósito Towpreg já anteriormente desenvolvido num projecto de cooperação por investigadores da FEUP/ Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial (INEGI), do Instituto Superior de Engenharia do Porto e da Universidade do Minho/PIEP, era possível construir postes com mais-valias muito superiores às dos actuais (feitos em betão e em metal), incluindo uma redução de custos muito significativa para as empresas distribuidoras de energia eléctrica e municípios.

Os postes têm um peso dez vezes inferior ao do betão e uma resistência dez vezes superior à do aço, sendo 100% recicláveis, dispensando manutenção e sem o risco de provocarem morte por electrocussão.

A empresa entretanto criada, Ownersmark Polight, dedica-se à criação de postes para a iluminação pública, Média Tensão, Baixa Tensão e Torres para Energia Eólica. Conjuntamente com o INESC Porto, está ainda a desenvolver sensores de fogo iminente e corte de corrente. A ideia é dar um salto em frente em direcção a “postes inteligentes”.

Internacionalização

A primeira empresa a contactá-los foi a Romagnole, um dos maiores produtores de postes do Brasil, para além de Espanha e Angola.


O anfitrião do Microgeração de Energia. Alguém interessado nas Energias Renováveis e na sustentabilidade energética.

9 Comentários “Postes de iluminação inteligentes”

  1. João Pinheiro

    Fev 16. 2009

    Gostaria de ter mais informação para um projecto em que se irão utilizar postes de iluminação pública, bem como para sistemas geradores hibridos eólicos+solar.

  2. Fernando Real

    Out 07. 2009

    Solicitaram-me que contactasse com a vossa empresa no sentido de ver até que ponto se pode desenvolve num país de Africa o vosso projecto de postes inteligentes.
    Gostaria do vosso contacto urgente.
    Fernando Real

  3. Luiz Ramos

    Abr 19. 2010

    Sou advogado e ambientalista. Interesso-me por energia e gostei do seu blog, muito eficiente e informativo.
    Luiz Ramos
    Rio de Janeiro, 19/4/2010

  4. admin

    Mai 23. 2010

    Muito obrigado Luiz pelo simpático comentário.

  5. daniela L.

    Ago 13. 2010

    Parabéns ao grupo de cientistas! É Portugal na criatividade.

  6. daniela L.

    Ago 13. 2010

    Sensacional a solução!

  7. Luis Nolasco Lima

    Ago 31. 2010

    Gostaria de ter informação técnica e económica sobre estes postes.
    Se puderem enviem para este mail e se posivel com preços.

  8. jose silva

    Dez 25. 2010

    Boa Noite. Interesso-me tambem por Energias Renovaveis e ate tenho em mente uma inovaçao para a produçao de energia, que se fosse posta em pratica iria inovar o sistema de produçao. Poderia ja ter construido o tal equipamento, mas teria que registar a patente e arranjar um parceiro para a produçao dos mesmos. No entanto, o maior entrave e o economico, pois de momento encontro-me desempregado. Contudo e minha intençao, um dia, rentabilizar o projecto. Se estiverem interessados, enviem mensagem para o meu e-mail. Obrigado pela atençao dispensada

  9. admin

    Jun 09. 2011

    José Silva. Para manter a sua privacidade, o seu email, tal qual como o de qualquer outra pessoa, não é divulgado quando coloca aqui comentários.
    Se quiser divulgá-lo, terá que o digitar directamente no corpo de texto de um comentário.
    Boa sorte para o seu projecto!

Deixe um comentário