Painéis Solares para poupar eletricidade

energia solarGostaria que a sua fartura energética baixasse consideravelmente?

Se tem a possibilidade de instalar uns painéis solares no telhado da sua moradia, ou na cobertura do condomínio onde vive é bem provável que se possa tornar praticamente autossuficiente em termos de energia para o aquecimento da água.

O investimento que realizar em adquirir um painel solar térmico será amortizado em apenas 5 ou 7 anos, dependendo da dimensão da sua instalação, mas com o programa de incentivo à utilização de energias renováveis criado pelo Estado, o retorno do investimento num sistema de painéis solares é conseguido mais rapidamente: apenas quatro a seis anos.

Facto ainda mais digno de nota, na medida em que os painéis solares são feitos para durarem mais de 20 anos.

O painel solar é instalado de forma a otimizar a energia gratuita dispensada pelo Sol, permitindo em média uma redução de setenta por cento da energia consumida da rede, quando considerado todo um ano.

Nos meses de Verão não terá sequer qualquer necessidade de consumir outras fontes de energia, seja a eletricidade ou o gás.

Vantagens económicas dos painéis solares

O uso de painéis solares na obtenção de energia elétrica apresenta-se hoje como um investimento superseguro. O progressivo aumento dos custos dos combustíveis fósseis, com tendência a aumentar, torna o investimento em energia fotovoltaica bastante atrativa.

Aliado a estas razões, os benefícios fiscais e a dedução de IVA torna ainda mais atraente o investimento por parte de particulares e empresas.

A prova disto é o facto das baixas taxas de juro praticadas pela banca nacional.

A produção de energia fotovoltaica contribuirá para a redução da balança de pagamentos do país, pois o sol, a nossa fonte de energia além de inesgotável, pertence-nos, não necessitamos da sua importação.

A REN (operador da rede) é obrigada a adquirir toda a energia produzida através de fontes renováveis.

Assim, os produtores injetam na rede toda a energia produzida, adquirindo-a posteriormente para seu próprio consumo, sendo esta solução mais rentável.

Um sistema de Energia Solar pode funcionar inteiramente independente, não necessitando de mais nenhuma fonte de energia.

Os sistemas, por isso, podem ser instalados em locais remotos (como pré-fabricados ou cabanas de férias), tornando esse local autónomo em energia e provavelmente muito mais económico do que o pedido à rede elétrica.

O uso da energia solar indiretamente tem também o efeito de reduzir os custos com a saúde, não libertando CO2 prejudicial à saúde humana. Não somos diretamente atingidos, mas sabemos que modestamente estamos a praticam um bem para a humanidade.

A expansão da energia solar apoia a criação de micro empresas, apoiando o emprego local bem como a sua prosperidade, fornecendo-lhes combustível sem dependência de terceiros.

Satisfação com os painéis solares térmicos e fotovoltaicos

Os painéis solares para aquecer águas sanitárias são mais comuns entre os portugueses do que os mais recentes fotovoltaicos, que permitem a microgeração com a produção de energia elétrica.

Os painéis fotovoltaicos estão a deixar de ser marginais entre os consumidores, e já são alguns os portugueses que os começam a usar para consumo próprio e até para microgeração.

Num estudo realizado entre portugueses, belgas, italianos e espanhóis, que contou com cerca de 4250 respondentes, foi avaliada a satisfação com a compra, a instalação, a manutenção e o uso quer dos painéis solares térmicos, quer do painéis solares fotovoltaicos nas suas próprias habitações. Mais de metade dos respondentes, confessa ter-se decidido pela instalação dos painéis com o objetivo primordial de poupar na fatura da casa. O motivo preocupação ambiental surge em segundo lugar, dado por um quarto do universo de europeus que colaboraram no estudo.

Quando convidados a pronunciarem-se sobre as razões da sua satisfação com o sistema de painéis solares, os respondentes responderam massivamente na facilidade de utilização (81%), na ausência de avarias (73%), na poupança (66%) e na eficiência (63%).

Os portugueses estão muito satisfeitos com a redução da conta do gás e da luz, onde quatro em cada cinco poupam, pelo menos, 200 euros anualmente. Em média, os portugueses que responderam ao questionário gastaram cerca de 2700 euros na aquisição e instalação dos painéis solares térmicos.

Painéis solares para condomínios

Pelo que leu, acredita nas vantagens dos painéis solares. Até estaria tentado a instalar um se tivesse uma moradia, mas mora num condomínio. Pode na mesma …

Os condomínios podem passar a produzir energia elétrica e com isso conseguirem uma fonte de rendimento para lidar com as dificuldades em fazer face às próprias despesas de gestão dos espaços comuns. Instalando painéis solares ou até micro-eólicas no telhado, o condomínio pode produzir eletricidade que poderá vender à rede ajudando assim a reduzir as despesas do condomínio, ou até a superá-las conseguindo receita.

No entanto, para implementar tal projeto, os condomínios terão que se submeter a uma auditoria energética aos edifícios. Em contrapartida, e ao contrário do que acontece para os particulares, não é obrigatório instalar ou ter já painéis solares térmicos.


O anfitrião do Microgeração de Energia. Alguém interessado nas Energias Renováveis e na sustentabilidade energética.

Ainda sem comentários.

Deixe um comentário